Juiz Sérgio Moro se ‘irrita’ e dá forte ‘bronca’ em defesa de Lula

Juiz federal se manifestou ao rejeitar uma solicitação da defesa do ex-presidente Lula, em se tratando da anexação de documentos.
Assista: Juiz Sérgio Moro se ‘irrita’ e dá forte ‘bronca’ em defesa de Lula

O juiz Sérgio Moro, titular da décima terceira Vara Criminal de Curitiba, no estado do Paraná e responsável pela condução dos trabalhos de investigação da força-tarefa da Operação Lava Jato, a partir da primeira instância, sediada na capital paranaense, se pronunciou, de modo contundente, em relação a uma solicitação dos advogados de defesa do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Vale ressaltar que o magistrado paranaense comanda a maior operação de combate à corrupção na história contemporânea do país e uma das maiores de todo o mundo, que pôde elucidar uma grande variedade de crimes de corrupção envolvendo rombos bilionários que culminaram na “sangria” dos cofres públicos da maior estatal brasileira; a Petrobras.

Pedido de defesa é rejeitado na Lava Jato
Os advogados responsáveis pela defesa do ex-presidente Lula encaminharam uma solicitação ao juiz federal Sérgio Moro, requisitando que documentos apresentados em processo que envolve o Instituto Lula e que haviam sido anexados, conforme o encaminhamento do empreiteiro Marcelo Odebrecht, dono da maior empreiteira do país, contassem com a tradução para a língua portuguesa, já que esses anexos se encontram disponíveis no inquérito de investigação, apenas em língua estrangeira. O conteúdo desses documentos anexados, se refere a ordens de pagamentos e extratos bancários, com termos e expressões nas línguas inglesa e espanhola.

Entretanto, o juiz Sérgio Moro negou veementemente, pela segunda vez, a solicitação da defesa de Lula, que poderia estar tentando, no entanto, postergar a conclusão do processo em questão.

 

De acordo com a solicitação dos advogados de defesa do ex-presidente Lula, a tradução desses documentos supracitados, seria extremamente necessária, já que poderia assegurar o pleno conhecimento de todos do conteúdo da documentação apresentada, segundo os defensores do ex-mandatário. A resposta do juiz Sérgio Moro, quanto às argumentações dos defensores do petista, foi categórica. Moro considerou enfaticamente que os termos apresentados nos documentos anexados em língua estrangeira; inglês e espanhol, seriam considerados de fácil compreensão, já que contariam com palavras em inglês como “date” e “credit”, além de palavras em espanhol, como por exemplo, “transacción”.

Porém, o magistrado demonstrou insatisfação com a insistência da defesa de Lula, e literalmente, acabou dando uma grande “bronca” nos defensores, ao afirmar que a petição (pedido) não traria argumentos novos, apenas insistência. As investigações que se referem à ação penal em questão, se referem a valores repassados pela empreiteira Odebrecht ao Instituto Lula. Sérgio Moro 

 

Via: blastingnews.com