Juíza Responsável Pela Detenção De Lula Vê ‘Situação Estranha’ E Aciona STF

A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12° Vara Federal de Curitiba, demonstrou um certo irritamento e acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para dar a sua palavra sobre um fato obscuro. A magistrada é a responsável em fiscalizar a execução da pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tem criticado um fato constrangedor e de caráter estranho: os constantes pedidos para visitas ao ex-presidente.

Ela chegou a aceitar um grupo de senadores que iriam visitar Lula para vistoriar o tratamento que ele estava tendo na cadeia. Porém, depois, ela começou a negar todos os outros pedidos. Um dos argumentos utilizado por ela, é que a defesa do petista não alegou, em nenhum momento, violações aos direitos do seu cliente e por essa razão, não há necessidade de toda hora ter vistoria.

Conforme um documento enviado ao ministro Edson Fachin, a juíza ressaltou “não parecer razoável permitir seguidas inspeções por diferentes Comissões do Congresso Nacional’.

Fachin é relator de um pedido feito pela Câmara que tenta anular as decisões de Carolina em não autorizar as visitas exigidas por deputados. A Câmara entrou com a petição no STF dizendo que a magistrada está desrespeitando a Constituição.

Carolina Lebbos lembrou Fachin que a Justiça Federal do Paraná já havia autorizado a entrada de senadores para vistoriar o local e não há o motivo de novas entradas de pessoas com o mesmo objetivo. No documento, ela falou que já foram duas dezenas de pedidos para ver Lula e que foram negados por ela, inclusive de vários parlamentares.

Condenação
O ex-presidente Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4), que acabou aumentando a pena imposta por Moro.

Lula está na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, cumprindo a sua pena.

Carolina afirmou que nunca houve qualquer indicação de violação do direito do preso.

Sabatinas
Um outro pedido que provavelmente será indeferido pela juíza, vem de veículos de comunicação, como: Folha de São Paulo, SBT e UOL. Eles querem entrevistar o petista na Superintendência da PF. A autorização é pedida para os jornalistas: Fernando Cazian, Carlos Nascimento, Diogo Pinheiro, Felipe Brocardo e Âmer Menegassi.

O PT também teria entrado com um pedido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que Lula pudesse ter um representante na série de entrevistas que candidatos à Presidência terão na mídia.

Carolina ficará responsável por autorizar ou não esses pedidos.

     

Gostou? Compartilhe!

  • 8.9K
    Shares