Lava Jato deflagra a Operação Ressonância

A força-tarefa da Lava Jato deflagrou na manhã desta quarta-feira (4) a Operação Ressonância, desdobramento da Fatura Exposta, que mira esquemas de corrupção envolvendo gigantes multinacionais na Secretaria Estadual de Saúde do RJ. Ao todo, estão sendo cumpridos 22 mandados de prisão.

O MPF se debruça sobre grandes multinacionais fornecedoras de material hospitalar, envolvidas em fraudes em licitação e formação de cartel.

Em São Paulo, a força-tarefa mira executivos da Philips, e há busca e apreensão na sede da empresa. A 7ª Vara Federal Criminal também decretou o bloqueio de bens dos investigados no valor de R$ 1,2 bilhão.

Cerca de 180 policiais federais estão nas ruas dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Minas Gerais e no Distrito Federal.

Dentre os alvos da operação estão os empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita. Os dois já haviam sido presos anteriormente e solto pelo ministro Gilmar Mendes.

Fonte: papov.com.br

   

Gostou? Compartilhe!