Lava Jato leva duro golpe do STF

A decisão de Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski de impedir que trechos da delação da Odebrecht sejas usados nas ações referentes ao sítio de Atibaia e ao Instituto Lula, é um duro golpe na Lava Jato.

Marcelo Odebrecht afirmou, em delação, que pagou propina a Lula na reforma do sítio e na compra do terreno do Instituto Lula. Falou também que Lula tinha uma conta corrente no departamento de propinas da empreiteira, que foi descoberta pela Lava Jato.
No entanto, o golpe de Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski decidiu que nada disso tem a ver com a Lava Jato.

O mais grave disso tudo, é que o buraco pode ser muito mais embaixo.

A decisão de hoje abre precedente para criar uma nulidade na ação penal do triplex do Guarujá e reverter a condenação de Lula.

Estes três ministros estão empenhados como ninguém a devolver Lula para as ruas para poder concorrer as eleições que serão apuradas em urnas eletrônicas.

O risco de uma ditadura Lula é iminente.
Via: PAPOTV

     

Gostou? Compartilhe!

  • 3.1K
    Shares