Leia o duro recado ao País do comandante do Exército

Sem muita propagação, mas com conteúdo incisivo, o comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, proclamou um discurso marcante, anteontem, durante o transcurso do Dia do Exército.

“A aguda crise moral expressa em incontáveis escândalos de corrupção nos compromete o futuro. A ineficiência nos retarda o crescimento. A ausência de um mínimo de disciplina social, indispensável à convivência civilizada, e uma irresponsável aversão ao exercício da autoridade oferecem campo fértil ao comportamento transgressor e à intolerância desagregadora”, discorreu o general.

Na presença do presidente Michel Temer, Villas Bôas afirmou que a atual crise “fere gravemente a alma da nossa gente”, bem como ameaça a identidade nacional e o projeto de nação do país.

“Interesses pessoais e corporativos estão sobrepostos ao interesse nacional (…) Não há atalhos fora da Constituição (…) O país, seu povo e seu Exército não sucumbirão ao pessimismo e à desagregação”, acentuou o comandante do Exército.

*Fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza

paraibaonline.com.br