Leo Pinheiro entrega documentos que Lula havia ordenado destruir

Léo Pinheiro da OAS, por meio de sua defesa, entregou à Justiça Federal do Paraná documentos para tentar comprovar as afirmações de que o ex-presidente Lula foi beneficiado pela reforma de um tríplex em Guarujá (SP).

Segundo O globo, entre os documentos entregues estão o registro de que dois carros em nome do Instituto Lula passaram pelo sistema automático de cobrança dos pedágios a caminho do Guarujá entre 2011 e 2013. Não há, no entanto, documento que comprove que as viagens tiveram como destino o apartamento.

Registros de ligações telefônicas entre Pinheiro e pessoas ligadas a Lula, como Clara Ant, Paulo Okamotto, José de Filippi Jr. e Valdir Moraes da Silva (segurança), a partir de 2012, também estão entre as provas. As listas trazem data e duração da conversa, mas não seu conteúdo.

Agora o mais importante:

Foram anexados também e-mails que mostram a agenda de Lula. Neles aparecem a previsão de encontros com Pinheiro, e mensagens da secretária do instituto para Okamotto, que preside a entidade, avisando que o empresário havia ligado para falar com ele.

A defesa de Lula insiste em alegar que a delação “negociada para agradar” aos procuradores e destravar seu acordo de delação.

Lula pode ter a prisão preventiva decretada já na próxima semana.

Via papotv.com.br