Lula acusa Moro de algo revoltante e recebe dura resposta

O ex-presidente e o magistrado sempre entram em rota de colisão nas discussões.

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi condenado em primeira e segunda instância pelo caso do tríplex no Guarujá, em Litoral de São Paulo, no qual ele é acusado de ter recebido o apartamento de três andares em forma de propina.

Na primeira instância do processo, quem foi o responsável pelo julgamento e pela condenação foi o próprio juiz federal Sérgio Moro, que continua levando a Operação Lava Jato, em Curitiba, no Paraná.

Moro havia condenado Lula a 9 anos e meio de prisão, no recorrimento ao TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4a. Região), o ex-presidente Lula foi condenado a mais de 12 anos de prisão.

No entanto, os advogados de Lula e o próprio ex-presidente não cansam de fazerem acusações direcionadas ao juiz federal.

Acusação
Segundo as acusações do advogado de Lula, as autoridades dos Estados Unidos teriam supostamente colaborado de maneira informal com a Operação Lava Jato.

Dando a entender que as autoridades norte-americanas teriam agido de forma ilegal ao auxiliar a operação investigatória no Brasil, e estas acusações também vêm do ex-presidente Lula, que sempre afirma que Moro supostamente tem ligação com o Estados Unidos, para derrubar a esquerda brasileira.

Resposta de Moro
O juiz federal respondeu as acusações dizendo que não há nada de ilegal nas ações, pois é algo bem normal e que quanto maior a cooperação, maior a eficiência das investigações.

Moro ainda complementa dizendo que só existe algo ilegal para mentes que fantasiam coisas que não existem.

Confronto entre Moro e Lula
Moro foi o juiz que julgou o caso de Lula e isso acabou causando muita revolta no ex-presidente, que sempre vem acusando o magistrado de diversas coisas, assim a credibilidade de sua acusação é reduzida.

Mas o juiz federal só costuma responder quando necessário.

Agora, o ex-presidente Lula deseja se candidatar à presidência da República e é evidente que boa parte de sua campanha será repleta de acusações ao poder judiciário, até porque este que o condenou.

Porém, o petista pode acabar sendo impedido de anunciar sua candidatura à presidência da República, pelo fato de que já foi condenado e a Lei da Ficha Limpa proíbe que tenham candidatos condenados por quaisquer crimes.

Contudo, agora o julgamento de Lula não está mais ao alcance de Sérgio Moro, que já fez a sua parte julgando em primeira instância, agora cabe ao petista tentar recorrer em outras instâncias.

 

Via: blastingnews

   

Gostou? Compartilhe!

  • 5.3K
    Shares