Lula, o passageiro da agonia, tenta última cartada para não ser preso

Despencou a coragem de Lula. O meliante petista agoniza, prevendo a sua prisão.

Numa última cartada, os seus advogados propuseram nesta terça-feira (30) um habeas corpus preventivo.

A atitude da defesa de Lula chama atenção porque o Ministério Público esclareceu que enquanto não houvesse a tramitação dos embargos de declaração, não pediria a expedição do mandado de prisão.

É, indubitavelmente, um nítido sinal de desespero.

A análise do recurso será feita pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A argumentação utilizada pela defesa de Lula é medíocre.

“Por ser pré-candidato à Presidência da República, líder nas pesquisas de intenção de voto, sendo um prejuízo ao exercício da democracia e ao Estado de Direito a privação de sua liberdade no período de campanha eleitoral – evidenciam a desnecessidade do cumprimento antecipado da pena”.

Ora, o sujeito está inelegível. Crime, corrupção e propina não combinam com democracia.

Que desfaçatez!