Lula perde processo que movia contra Deltan Dallagnol

A argumentação do petista foi aquela entrevista em que Dallagnol recorreu ao powerpoint para mostrar um conjunto de evidências que indicava, na visão dos procuradores encarregados da investigação, ser Lula o “comandante máximo” da corrupção na Petrobras.

O juiz Carlo Melfi, da 5ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, negou o pedido. A publicação da sentença ocorreu nesta terça-feira (9).

Cabe recurso.