LULA TEM DEFEITOS, MAS NUNCA QUIS FICAR RICO, DIZ GILBERTO CARVALHO

Chefe do gabinete pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante os oito anos de mandato dele no Planalto, entre 2003 e 2010, o ex-ministro Gilberto Carvalho disse que o petista “tem muitos defeitos, como qualquer ser humano”.

“Agora, tem uma coisa: ele nunca quis ficar rico. Ele nunca pensou em usar a função dele como presidente para auferir recursos próprios”, disse em depoimento ao juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, nesta terça-feira (13).

Carvalho, que foi ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência do governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) entre 2011 e 2015 por indicação de Lula, falou como testemunha de defesa do ex-presidente no processo em que ele é réu por participação em um esquema envolvendo oito contratos entre a empreiteira Odebrecht e a Petrobras, que geraram desvios de cerca de R$ 75 milhões, segundo o MPF (Ministério Púbico Federal).

Parte do dinheiro, cerca de R$ 12,4 milhões, teria sido usada para comprar um terreno, que serviria para a construção de uma sede do Instituto Lula. A denúncia diz ainda que o dinheiro de propina também foi usado para comprar um apartamento vizinho à cobertura onde mora o ex-presidente, em São Bernardo do Campo (SP).

Neste processo, além de Lula, outras sete pessoas são rés. Entre elas, está o ex-ministro Antônio Palocci (PT) e o ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht.