Lula vê beijo gay em ato do PT; ‘Se acostume, na cela tem Tonhão’, diz seguidor

Duranta ato público, ex-presidente vê performance onde dois homens se beijam e se agarram em sua frente.
Artistas, intelectuais e líderes petistas, como o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que será julgado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, (TRF4), apreciaram, nessa quinta-feira (18), um ato de apoio ao ex-mandatário, na Casa de Portugal, em São Paulo. Lula foi considerado o dono da festa, grande sedutor da plateia e o personagem mais ovacionado pelo público presente.

 

Também esteve no local a senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, que já tinha afirmado anteriormente que pessoas morrerão caso o ex-presidente tenha a condenado mantida em segunda instância no dia 24 de janeiro.

Mas um fato bastante curioso chamou a atenção do público: em uma performance, dois rapazes passaram a literalmente se pegar, deram uns amassos, beijarem-se e se acariciarem, tudo na frente de Lula. 

Primeiramente, “fora Temer…” foi a frase que deu início ao evento do PT em São Paulo. O evento estava repleto de homossexuais, transexuais, travestis e outra pessoas. “Viva as travestis! Viva as mulheres negras”, dizia o público presente. O vídeo, que está logo abaixo, surpreendeu muitos seguidores de rede social, principalmente pelo fato de que Lula acompanhou atento a performance dos dois rapazes, que rolavam pelo chão e não desgrudavam as bocas. Assista: 

“É bom o Lula ir se acostumando com a ideia, pois lá na cadeia ele é que vai ter que protagonizar esta cena… (risos), quem mandou não estudar…

chance teve. Nem cela especial vai ter direito, vai ficar na cela junto com o Tonhão Pé de Mesa”, disse um seguidor de rede social, já prevendo que o ex-presidente poderá ser preso e ir para uma cela pagar a pena, já que não tem curso de ensino superior.

 

Lula diz que está muito tranquilo e dorme o sono dos justos
“Estou com a tranquilidade dos justos, dos inocentes. Eu sei que não cometi crime”, disse Lula em seu discurso no palco. Ele fez duras críticas a alguns agentes que são os responsáveis pelo prosseguimento da Operação Lava Jato e disse que essa ação está comprometendo o crescimento do Brasil, pois, de acordo com o petista, é necessário que se puna as pessoas, mas não as instituições.

Lula, ainda em seu discurso no ato onde viu dois gays se agarrando em sua frente, levantou uma questão que perguntou ao juiz Sérgio Moro quando os dois estiveram frente a frente durante o depoimento do petista. O ex-presidente repetiu ao público a mesma pergunta que fez ao juiz de Curitiba: se ele poderia chegar em casa e dizer para os seus netos que esteve conversando e prestando depoimento para um juiz justo e honesto. Em seguida, Lula disse que ele [Moro] “vacilou” em não ter respondido essa pergunta, segundo o petista. 

 

Via: blastingnews