Manuela D’Avila pede para TSE censurar Danilo Gentili, mas tem pedido rejeitado

A candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT), a comunista Manuela D’Avila, pediu ao TSE a censura de 80 postagens nas redes sociais alegando que elas divulgavam “notícias falsas, atentam contra sua imagem e geram danos eleitorais”. Uma das mensagens que Manuela pediu para censurar foi feita por Danilo Gentili ironizando a ida da comunista a uma missa durante o período eleitoral:
gentili-manuela

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Entretanto, o ministro Carlos Bastide Horbach, responsável pela análise da representação, negou o pedido de censura de 76 dos 80 posts, incluindo o de Danilo Gentili. Segundo o ministro, “a atuação da Justiça Eleitoral em relação a conteúdos divulgados na internet deve ser realizada com a menor interferência possível no debate democrático” e, “nesse contexto, os pedidos de remoção de conteúdos de redes sociais devem ser analisados com todo o cuidado, de modo a evitar intervenções indevidas“.

Tratando especificamente da mensagem de Danilo Gentili e outras com cunho humorístico ou irônico, o ministro afirmou que “é importante registrar que postagens jocosas ou humorísticas têm como pressuposto a manipulação da realidade e até mesmo sua distorção, o que faz com que não possam ser tachadas de fake news” e, portanto, “não deve ser objeto de remoção” o “comentário de humorista no Twitter”.

Ironicamente, durante comício na cidade de Porto Alegre-RS na última segunda-feira (15), Manuela D’Avila afirmou que a candidatura dela defende “a liberdade de expressão”.

Fonte: Caneta.Org

Compartilhe em Suas Redes Sociais