Mário Frias diz que vai auditar aplicação de recursos da Lei Rouanet

O novo secretário de Cultura, Mário Frias, que substituiu Regina Duarte, afirmou que precisa entender legalmente e deve fazer uma auditoria sobre a aplicação dos recursos pela Lei Rouanet, a lei de incentivo à cultura.

Frias afirmou que não podem existir “os barões da Lei Rouanet” e ressaltou que a lei de incentivo à cultura é fundamental para um país que se preocupa com cultura.

O secretário complementou: “Mas a cultura não é limitada ao eixo Rio-São Paulo, a cultura é brasileira e deve chegar a outros Estados”.

Seguindo a sua antecessora, Mário Frias defende que os incentivos cheguem aos artistas do país inteiro, que realmente precisam de um suporte para continuarem trabalhando. São os artistas de circo, os pequenos grupos de teatro, etc.

Frias afirmou: “O problema é quem abraçou a lei para uso exclusivo. A lei é para todos. O presidente fala muito bem quando diz que quer que todo mundo tenha acesso à lei”.

Créditos: República de Curitiba