Médicos cubanos entram na Justiça para ficarem no Brasil

Mais de uma centena de médicos cubanos entraram na Justiça para poder clinicar no Brasil de forma independente, fora do acordo entre Brasil e Cuba, ganhando salário integral. 

Eles moveram ações contra o Ministério da Saúde, o governo cubano e a Organização Panamericana de Saúde (Opas), segundo o advogado André de Santana Corrêa, que defende os estrangeiros.

“Desde quarta-feira, 14, recebi muitas ligações de interessados em entrar com processo para ficar no Brasil”, afirmou o advogado. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

De acordo com ele, o principal argumento usado é o respeito ao princípio da isonomia. 

“Por que eles recebem um salário menor que os outros estrangeiros se fazem exatamente o mesmo trabalho que os outros médicos?”, questionou o defensor.

Até agora, segundo o advogado, cinco ações movidas por ele já tiveram liminares favoráveis aos médicos.

Compartilhe em Suas Redes Sociais