Milicianos pró-doutrinação vão para a cadeia após jogarem ovos em Eduardo Bolsonaro em Salvador

Dois militantes de extrema-esquerda foram presos durante ato de vandalismo contra o filho de Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), em frente à Câmara de Vereadores, no Centro Histórico de Salvador, na manhã desta segunda-feira, 29.

Eles foram detidos após jogarem ovos no deputado. Os militantes alegaram que a dupla tomou essa atitude após “serem afrontados” pelo deputado José Carlos Aleluia, que nem é do mesmo partido de Eduardo. Após a detenção dos militantes, o grupo ficou “revoltado” e alega estar fazendo um “ato pacífico”.

“A nossa manifestação é pacífica. Quero dizer à polícia para prender os errados. Tem que prender os ladrões que estão aí dentro”, disse um deles.

O motivo do protesto seria a presença de Eduardo Bolsonaro, filho do também deputado federal Jair Bolsonaro, que cumpre agenda na capital baiana para defender o projeto Escola Sem Partido (ESP).

Com informações do jornal A Tarde.