Militares podem voltar ao poder em 2018 disputando eleições

Num encontro fechado com simpatizantes em Nova York, Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência possivelmente pelo Patriota, voltou a defender as Forças Armadas como o “último obstáculo ao socialismo” no Brasil, afirmando que a “bronca da esquerda não é com o Jair Bolsonaro, é com o capitão Jair Bolsonaro”.
Segundo a Folha de São Paulo, ele também disse:

“Nós podemos voltar ao poder sim no ano que vem. Quando eu falo nós, eu falo em nós militares, porque pretendemos concorrer às eleições no ano que vem.”

Ele também falou de sua simpatia pelo presidente americano Donald Trump e se disse vítima da imprensa, que vê como ameaça à sua campanha.

“Já estou muito feliz em saber que Donald Trump sabe que eu existo. Nós comungamos das mesmas ideias”, disse Bolsonaro. “Nós dois cremos em Deus. Ele pensa no seu país, eu também. Ele quer o fim do comunismo, e eu também. Podemos fazer muitas parcerias. Precisamos sim de ajuda americana.”

 

Com informações da Folha de S. Paulo e papotv.com.br