Ministro do STF: “Se o povo depredar o prédio do Supremo, eu sou capaz de sair para jogar pedra também”

No próximo dia 10, em exatos 24 dias, o Supremo Tribunal Federal poderá colocar Lula e dezenas de outros condenados presos pela Lava Jato em liberdade. (julgamento de ações que discutem a prisão após a condenação em segunda instância)

Além das manifestações ocorridas nas redes sociais durante esta semana, milhares de pessoas saíram às ruas hoje (17) para protestar contra as recentes decisões da Corte Suprema.

O jornal O Globo entrevistou o ministro Dias Toffoli, que declarou o seguinte:

“Não se constrói democracia atirando-se pedras”, declarou o ministro ressaltando que as pessoas que não concordam com as atitudes do STF são “irresponsáveis interessados em tumultuar o funcionamento das instituições.”

Um segundo ministro do Supremo, que não foi identificado por razões óbvias, teria dito o seguinte para o jornal:

“Se depois disso (julgamento sobre caixa dois e corrupção), a gente ainda derrubar a prisão em segunda instância, vão depredar o prédio do Supremo. E eu sou capaz de sair para jogar pedra também”.

Toffoli negou que o tal ministro anônimo tenha dito a frase, mas o jornalista Bernardo Mello Franco foi enfático e afirmou que ouviu a declaração do próprio ministro anônimo na última sexta-feira.


Via: DIÁRIO DO BRASIL

Gostou? Compartilhe Com seus Amigos!