Ministro Marco Aurélio diz que não há motivos para prender Lula

comentar a ação penal na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu e presta depoimento nesta quarta-feira, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que este não é o momento para decretar prisão.

 

Segundo ele, é preciso respeitar a ordem natural do processo: primeiro há uma condenação que justifique o cumprimento da pena, e só depois a prisão.

 

 

Na avaliação de Marco Aurélio, as prisões temporárias e preventivas, que deveriam ser a exceção, se tornaram regra.

 

— Temos que parar com essa mania de inverter a ordem natural do processo crime — disse Marco Aurélio