Ministros Em Xeque! Delações De Orlando Diniz E Palocci Causam Pânico Em Advogados E Togados

A Lava Jato indaga sobre os advogados de Lula, diz a Crusoé.

A reportagem de capa da Crusoé é sobre a Lava Toga, que pode ser desencadeada pelos depoimentos de Orlando Diniz, da Fecomércio.

Escritórios ligados a pelo menos dois ministros do STJ receberam mais de 13 milhões de reais da entidade, no período em que ela protagonizou uma guerra de liminares no tribunal.

Há mais operações obscuras e pendentes de investigação no rol de desembolsos.

A banca que agora defende Lula, de Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, amealhou nada menos que 38 milhões de reais para um contrato destinado a obter uma “solução política” nos tribunais – e incluiu até a intermediação de um doleiro.

Os investigadores descobriram que Orlando Diniz contratou o escritório de Cristiano Zanin porque queria uma solução “política” para um de seus pleitos, conforme depoimento de assessores da Fecomércio.
De início, Diniz bancou a empreitada com dinheiro próprio. Para isso, levantou 1 milhão de reais em cash e levou o dinheiro até São Paulo com a ajuda de um doleiro. Como o valor foi insuficiente, ele passou a recorrer ao caixa da Fecomércio.

Outra delação que preocupa muito é a de PALOCCi. São 800 páginas que comprometem muitos políticos corruptos, corruptores e judiciário.

A dupla Bolsonaro e Moro nem assumiu ainda e o estoque de RIVOTRIL já acabou. A Lava Toga deverá desnudar os RATOS do judiciário. É muito rábula togado que já está com taquicardia. Veremos que aqueles que se julgam “deuses” são mais podres do que empresários e políticos juntos.

Via: noticiabrasilonline.com

Gostou? Compartilhe Com seus Amigos!