Moro: “O tempo desses indultos excessivamente generosos chega ao fim no próximo governo”

Futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro afirmou nesta sexta-feira, 30, que no governo de Jair Bolsonaro não haverá indulto natalino com “tão ampla generosidade” para presos. 

A declaração aconteceu durante uma entrevista coletiva na sede do governo de transição, em Brasília.

A fala de Moro foi em referência ao indulto concedido por Michel Temer em 2017, que está sendo objeto de julgamento pelo Supremo Tribunal Federal.

“A política do governo vai ser mais restritiva em relação a esses indultos generosos. Espero que a nova versão do governo atual, que o indulto a ser editado nesse ano não tenha o mesmo perfil do indulto do ano passado.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Acho que essa generosidade excessiva não faz bem como política de repressão e combate ao crime”, afirmou.

“Independentemente do que o Supremo Tribunal decidir – e aqui não vai nenhuma crítica ao Supremo, pelo contrário, muito respeito –, o tempo desses indultos excessivamente generosos chega ao fim no próximo governo (…) Não vai haver mais nenhum indulto com a generosidade desse indulto específico. As questões ainda têm que ser batidas com o senhor presidente da República eleito.”

Compartilhe em Suas Redes Sociais

As informações são do G1.