Moro parte pra cima, responde Toffoli e acaba humilhando publicamente o Ministro

O juiz Sergio Moro aceitou a decisão do STF e cancelou nesta terça-feira as cautelares que impôs ao ex-ministro José Dirceu, como o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de viagens, após decisão proferida pelo ministro Dias Toffoli, da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

Porém o Juiz Sergio Moro fez questão de demonstrar a total falta de noção de Dias Toffoli e provou que houve uma total hipocrisia do Supremo em relação a tornozeleira no criminoso Zé Dirceu, já que as decisões da própria turma do STF foi sempre no sentido contrário.

Em verdadeira aula de Direito, Moro ironicamente disse que estava “aparentemente equivocado”: “Não se imaginava, ademais, que a própria maioria da Colenda 2.ª Turma do STF que havia entendido antes, na pendência da apelação, apropriadas as medidas cautelares, entre elas a proibição de que o condenado deixasse o país, teria passado a entender que elas, após a confirmação na apelação da condenação a cerca de vinte e sete anos de reclusão, teriam se tornado desnecessárias”.

A decisão anterior da 2ª Turma, a que se referiu Moro, foi o julgamento de um habeas corpus em maio de 2017. Na época, Dirceu cumpria prisão preventiva e a defesa alegou que não havia motivo para mantê-lo preso, já que não tinha indícios de que ele tentara atrapalhar as investigações.

Na votação de 2017, por três votos a dois, os ministros da 2ª Turma concluíram que manter Dirceu em prisão preventiva seria executar antecipadamente pena, que ainda estava sujeita a análises dos recursos. Na época, Toffoli afirmou que a prisão preventiva ofendia à garantia de presunção da inocência e que medidas caurelares eram suficientes para afastar de não cumprimento da pena.

Moro somente cumpriu a jurisprudência do STF, mas agora o STF parece não ter mais o mínimo de pudor e simplesmente atua como escritório de advocacia de Dirceu.

Com Informações d’O Globo e republicadecuritiba.net

     

Gostou? Compartilhe!

  • 29.2K
    Shares