MP optou por transferências de líderes de facção criminosas após denúncia de fuga ‘cinematográfica’

  • 1.2K
    Shares

O governo de São Paulo, em parceria com o Ministério Público, resolveram fazer a transferências de diversos líderes de uma poderosa facção criminosa que atua no estado e por todo o Brasil depois que denúncias e investigações diziam de que haveria uma fuga cinematográfica nos presídios paulistas.

Para retirar os criminosos da prisão, o Ministério Público citou que os bandidos planejavam um plano de fuga que incluiria veículos blindados, aeronaves, material bélico, armamento de guerra e treinamento de pessoal.

O plano de resgate foi identificado pelo Núcleo de Inteligência da Coordenadoria Regional das Unidades Prisionais do Oeste Paulista (Croeste).

Os presos estavam na Penitenciária 2, em Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, e seguiram para presídios federais de segurança máximo na região norte do país.

  • 1.2K
    Shares