Nova pesquisa presidencial mostra uma virada surpreendente de Jair Bolsonaro

As eleições presidenciais de 2018 prometem ser muito quentes e acirradas, pois cada nova pesquisa presidencial que sai na mídia brasileira é uma nova surpresa, no entanto, os números nunca são iguais aos das pesquisas anteriores, desta vez mostraremos os dados de uma pesquisa presidencial feita pelo ‘DataPoder360’, instituto que demonstrou o impacto da delação premiada de Antonio Palocci na opinião da população brasileira.

O instituto realizou a pesquisa nos dias 15 e 17 de setembro, contando com a opinião 2.280 candidatos em 193 cidades diferentes, em todas as regiões do Brasil, sendo então um levantamento considerado nacional, a pesquisa tem uma margem de erro de 2,8 pontos percentuais para cima ou para baixo, e essa mesma mostra uma diferença muito grande das anteriores.

 

A pesquisa
Nas pesquisas anteriores, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, registrava algo entre 31% e 32% das intenções de votos válidas, após a delação de Antonio Palocci, a porcentagem de Lula no primeiro cenário caiu para uma porcentagem entre 27% e 28%, enquanto o deputado federal Jair Messias Bolsonaro impressionou ao registrar uma oscilação entre 25% e 24%, estando então empatados tecnicamente com ex-presidente Lula, demonstrando uma grande reviravolta no cenário eleitoral do ano que vem.

Neste primeiro cenário foi considerada a candidatura de Marina Silva (REDE), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), onde todos estes ficaram tecnicamente empatados, com Ciro e Marina registrando cerca de 6% das intenções de votos e o governador de São Paulo Geraldo Alckmin apenas 5%, enquanto os brancos e nulos somaram 25% e 7% não responderam. 

Segundo e terceiro cenário
Considerando a candidatura do prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, do PSDB, o ex-presidente Lula continua em primeiro com cerca de 28% das intenções, enquanto o deputado federal Jair Bolsonaro tem uma queda brusca para uma oscilação entre 18% e 20%, e Doria fica na terceira posição com algo entre 12 para 10%, e neste a Marina Silva sobe para 7%, Ciro Gomes se mantém com os mesmos 6%.

Os brancos e nulos somaram 23% e 5% preferiram não responder.

No terceiro cenário não foi considerada a candidatura do ex-presidente Lula, até porque o mesmo corre risco de ser condenado em segunda instância no ano de 2018, por isso que foi colocado, na pesquisa, no lugar dele o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, neste cenário o Bolsonaro lidera com folga, e o deputado federal fica com cerca de 27%, enquanto Marina fica em segundo com 12%, Ciro com 11%, Geraldo Alckmin em quarto com algo entre 9% para 7%. Haddad ficou com apenas 4%, brancos e nulos somaram 34% e 7% preferiram não responder.

 

Via: BLASTINGNEWS.COM

     

Gostou? Compartilhe!

  • 7.6K
    Shares