“Núcleo Temer” teria recebido R$ 21,7 milhões da JBS

Os delatores da JBS entregarão para a Procuradoria Geral da República (PGR) comprovantes do pagamento de propina a políticos de vários partidos entre 2006 e 2017, segundo reportagem da revista Época que circula neste fim de semana.

Os documentos fariam referencia ao presidente Michel Temer, aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e o senador José Serra (PSDB-SP), candidato a presidente em 2010.

O “núcleo Michel Temer”, denominado pela revista, por exemplo, teria recebido R$21,7 milhões, distribuídos para aliados políticos e amigos do presidente em campanhas eleitorais ou fora delas.

Como R$1 milhão foi repassado em dinheiro vivo ao coronel João Batista Lima, amigo de Temer.

A revista revela planilhas com pagamentos para campanhas eleitorais em quase dez anos comprovantes bancários, notas fiscais frias, contratos fraudulentos e depósitos em contas secretas no exterior, que seriam propina totalizando R$ 1,1 bilhão.

 

Via http://mspontocom.com.br/site/nucleo-temer-teria-recebido-r-217-milhoes-da-jbs/