O cheque estava nominal a Michel Temer

Grave! A ex-presidente Dilma Rousseff acusou que o atual presidente Michel Temer recebeu cheque de propina, nominal, para pagamento de campanha.

Nesta semana Dilma viajou aos Estados Unidos da América onde participou de uma palestra para universitários. O convite partiu da própria entidade.

No encontro Dilma Rousseff foi questionada sobre diversos pontos de seu governo ocasião que admitiu que errou ao conceder incentivos fiscais as empresas. Entretanto de acordo com as declarações de Dilma os parlamentares aumentaram de 6 para 56 o número de beneficiadas. A ex-presidente reclama que vetou a iniciativa dos parlamentares mas seu veto foi derrubado.

O momento mais tenso do encontro foi quando Dilma Rousseff discorreu sobre as acusações de um delator da Odebrecht que acusou o coordenador da campanha do PT, Edinho Silva, de tê-lo procurado para chantagear a empresa em troca de apoio financeiro.

Edinho Silva, de acordo com as palavras de Dilma Rousseff, teria sido acusado de ter ido até a Odebrecht pedir dinheiro em troca de contratos públicos. Dilma afirmou que Edinho compareceu à Justiça e relatou que tudo não passava de acusação mentirosa. Ela afirmou que a partir desse momento o juiz determinou análise nas contas da campanha na data e hora indicadas pelo delator. Para surpresa da Justiça o cheque que foi citado como propina estava nominal ao presidente Michel Temer, na época vice-presidente na chapa. Veja o vídeo aqui.

A relação PT e PMDB afundou o Brasil em sua mais séria crise moral, ética, social e econômica.

Créditos juntospelobrasil.com.br