O medo que impede o Supremo de discordar de Gilmar Mendes

A Folha de S. Paulo diz que “em conversas reservadas, ao menos cinco ministros se mostram insatisfeitos com a postura de Gilmar Mendes pelos embates que tem com (Rodrigo) Janot, as reuniões frequentes com o presidente Michel Temer, além da recente atuação dele no julgamento da ação eleitoral que absolveu Temer no Tribunal Superior Eleitoral, presidido pelo magistrado.”

 

No entanto, a reportagem competa que “reservadamente, avaliam que é preciso levar em conta a força do Supremo em um episódio deste tipo: questionar Gilmar hoje abriria caminho para questionar outro ministro amanhã, segundo palavras de um deles”.

 

É o famoso telhado de vidro no corporativismo. Ou a velha história da laranja podre que apodrece as outras.

 

Via papotv.com.br