Ofendido por ser chamado de “marmita”, Haddad não ligará para Bolsonaro