Operação Carne Fraca: Nome de Temer aparece em grampo

Michel Temer foi citado em um telefonema entre duas pessoas presas e indiciadas como criminosas pela Operação Carne Fraca, que em março desbaratou um esquema de corrupção montado por frigoríficos e fiscais agropecuários.

O telefonema aconteceu às 10h34 de 19 de maio de 2016, exatamente uma semana após Temer assumir a Presidência.

De um lado da linha estava Renato Menon, fiscal agropecuário atuante no Paraná. Do outro, Flavio Evers Cassou, funcionário da Seara, empresa e marca pertencentes à JBS. O teor da conversa consta do relatório concluído no sábado 15 pela Polícia Federal (PF), de análise de provas, indícios e depoimentos obtidos quando a Operação foi às ruas, em 17 de março.

Veja um trecho:

Cassou: Ah… tamo… tamo aguardando né … aparentemente tá tudo sobre controle… segundo o Daniel mesmo tem me passado está tudo sobre controle… o dele já… já… já…

Menon: Conseguiram derrubar lá, né?

Cassou: Já… já… te mostrou isso ?

Menon: Não… o Chiquinho me falou aqui… que parece que derrubaram…

Cassou: Já… já foi… entrou com mandado de segurança e já derrubaram… então já tá apto a assumir…

Menon: Ahã…

Cassou: Depois tem aquela conversa que eles tiveram lá com o Temer, né?

Menon: Ahã…

Créditos papotv.com.br