Para driblar Moro, ministros dão recado a Lula; resposta do juiz pode vir forte

Conselheiros do ex-presidente petista levaram a ele conselhos dos ministros da Corte.

Conforme informações do jornal “O Estadão”, conselheiros do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estariam recebendo informações inusitadas de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), no caso, aqueles que são contra a prisão após a condenação em segunda instância. Se isso for confirmado, uma resposta forte pode vir do juiz federal Sérgio Moro.

Os ministros que não se convenceram em perder as últimas votações e querem tentar mostrar a Moro e a Lava Jato que quem manda é o Supremo receberam vários petistas em seus gabinetes. Eles pediram que um recado fosse dado a Lula.

De acordo com os ministros, a única forma de ajudar o ex-presidente a sair da prisão é tirar ele dos holofotes.

Segundo os conselhos deles, se Lula continuar confrontando o Poder Judiciário, a Corte vai ficar impossibilitada de qualquer ação para beneficiá-lo. Votar no fim da prisão após condenação em segunda instância seria uma das estratégias, mas enquanto o povo estiver ligado nesse assunto e Lula atacando a Justiça, será difícil reverter isso, declarou alguns ministros. Desistir da candidatura seria o primeiro passo para o ex-presidente pensar na liberdade. Esse conselho também foi dado para o senador Aécio Neves que, inclusive, já avaliou que não vai participar das eleições.

Segundo a reportagem, um dos exemplos citados é o do tucano José Serra. Ele deixou o Ministério das Relações Exteriores e se refugiou no Senado. Serra sumiu da mídia e se manteve em silêncio. Dessa forma, ele saiu da mira das investigações tendo seu inquérito arquivado na Corte.

Força de Moro
Mas o juiz Sérgio Moro sempre possui maneiras de evitar que a Lava Jato se perca no meio de interesses sórdidos de defensores dos criminosos.

Em um evento nos Estados Unidos, o juiz defendeu o fim do foro privilegiado, inclusive para os magistrados, e afirmou que acabar com essa ferramenta, seria um grande passo no combate à corrupção.

Se o foro for extinto, até mesmo mediante uma emenda constitucional sugerida pelo magistrado, parlamentares estarão com suas vidas complicadas nas mãos do juiz. José Serra e Aécio Neves perderiam o foro especial e com a ajuda de ministros íntegros da Corte, seus casos podem chegar ao juiz Sérgio Moro.

Cármen Lúcia
Outra pessoa importante no STF e que pode ajudar a Lava Jato, é a ministra e presidente do STF, Cármen Lúcia. A votação sobre prisão em segunda instância teria que passar por ela e ela já se motrou a favor dos trabalhos do juiz.

Rosa Weber também tem tido decisões importantes como, por exemplo, evitar encontros com petistas. Ela pode ser uma outra força na Corte. 

Via: blastingnews

   

Gostou? Compartilhe!

  • 7.6K
    Shares