Pela primeira vez o nome de um ministro do STF estará numa investigação da Polícia Federal


pela primeira o nome de um ministro estará vinculado a uma investigação sobre corrupção.

O suposto acusador é outro magistrado, um juiz de 1ª instância, que teria tido todo o seu trabalho prejudicado por uma decisão do ministro, que, para tanto, teria recebido a bagatela de R$ 5 milhões.

O ministro, como se sabe, é Gilmar Mendes. O juiz é Glaucenir Oliveira, aquele que prendeu o ex-governador Antony Garotinho, o corruptor.

A investigação foi pedida pelo próprio Gilmar, moralmente sem outra alternativa, diante do vazamento da gravação com a acusação direta do juiz.

O fato relevante e importante é que doravante o nome do ministro estará nas mãos da Polícia Federal e, como se sabe, a PF é extremamente atrevida em suas investigações e age de maneira destemida e com absoluta independência.

Os rumos que serão tomados são imprevisíveis.

Gilmar, que não é santo, pode se dar muito mal.

Via: JORNAL DA CIDADE ONLINE