Perto de ser julgado por Sérgio Moro, Lula faz revelação bombástica

Durante discurso em SP, petista voltou a acusar seus adversários de quererem criminalizar o PT.

Luiz Inácio Lula da Silva já foi presidente do Brasil por dois mandatos seguidos, mas se depender de sua vontade, ele ainda tem ‘pique’ para no mínimo mais quatro anos no cargo mais alto do Legislativo brasileiro. O petista conta com o apoio popular, tanto que nas últimas pesquisas de intenção de votos para presidente em 2018, o petista segue vencendo com folga, bem verdade que o deputado federal Jair Bolsonaro tem subido bastante seus índices na pesquisa. Com o apoio popular e um partido forte a sua disposição, o que mais falta para Lula?

Não é segredo para ninguém que o maior obstáculo que o petista poderá enfrentar em 2018, não é nem a ascensão meteórica de Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin ou João Doria do PSDB, ou algum outro possível candidato na corrida presidencial, e sim, o juiz federal Sérgio Moro, líder da Operação Lava Jato.

 

A Três dias de estar novamente cara-a-cara com Moro, Lula disse estar tranquilo
Como o ex-presidente foi julgado e condenado na primeira instância, no âmbito da Operação Lavo Jato, Luiz Inácio terá novo compromisso frente-a-frente com o líder da Lava Jato, e juiz fedral Sérgio Moro, desta vez o petista terá seu recurso julgado pelo TRF (Tribunal Regional Federal), da 4ª Região, no dia 24 de janeiro na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O julgamento ainda será sobre o ‘famoso’ caso do tríplex do Guarujá, Lula foi acusado de ter recebido o apartamento da empreiteira OAS, em troca de vantagens indevidas.

 

Mesmo com a proximidade do julgamento que pode impossibilitar que o líder do PT se candidate para presidência neste ano, pois se condenado será considerado ‘Ficha Suja’ o que descaracterizaria sua possível eleição, Lula disse estar bastante sereno e tranquilo, “minha consciência está muito tranquila, pois sei que não fiz nada de errado, e quero que eles saibam que eu estou tranquilo, pois minha tranquilidade vai deixar eles preocupados.”

 

Mesmo com chance de ficar fora da eleição para presidente em 2018, o petista faz revelação surpreendente
O ex-presidente repetiu o que tem dito deste 2014 sobre o ataque que ele e o PT vem sofrendo, “repito o que venho dizendo deste 2014, estão querendo criminalizar o nosso partido, a fim de nos enfraquecermos”, disse Lula em São Paulo nesta última sexta-feira (19).

Além de garantir total inocência, o possível candidato ainda garantiu que não interessa o que aconteça na próxima semana durante o julgamento, ele vai estar lá para ajudar a colocar o Brasil nos trilhos novamente, ele ainda foi enfático em dizer que não interessa se ele vai ser o candidato oficial do partido ou somente um cabo eleitoral de peso, mas ele garante que vai estar lá, a fim de ajudar a colocar o Brasil nos eixos novamente. 

 

 

Via: blastingnews