Petistas em pânico com Moro no Ministério da Justiça

Pouco tempo após a confirmação de que Sergio Moro chefiará o Ministério da Justiça, o choro dos petistas já começou.

Lindberg Farias, futuramente ex-senador, escreveu:

Poucas coisas podem ser mais descaradas do que isto. Sempre alertamos que Moro atuava como militante, e não como magistrado. Depois de interferir no processo eleitoral, vira ministro do candidato beneficiado por ele. Em qualquer lugar do planeta isso seria um escândalo.

Moro prendeu Lula, o candidato líder nas pesquisas, e atuou com afinco pra impedi-lo de concorrer. Imediatamente após o processo eleitoral, aceita o convite de Bolsonaro para virar “superministro”. Pior: segundo o vice Mourão, o convite foi feito ainda durante a campanha. 

 

Manuela D’Ávila, do PC do B, e candidata a vice do vice de Lula também se pronunciou:

Ao aceitar o convite para ser Ministro da Justiça, Sérgio Moro decide tirar a toga para fazer política.

E claro, como não poderia faltar, Gleisi Hoffmann também usou suas redes sociais para espernear sobre a confirmação do convite.

Sérgio Moro não vê problema em conversar com presidente eleito e considerar seu convite para ocupar um ministério. O presidente em questão falou q Lula vai apodrecer na cadeia e quer exterminar os vermelhos. Viva juízes isentos como Moro e presidentes democráticos como Bolsonaro! 

Via: republicadecuritiba.net

Compartilhe em Suas Redes Sociais