PF monitora todos os passos de Lula

A decisão do juiz Ricardo Leite determinando a apreensão do passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acertadíssima, no contexto do processo que tramita sob a sua competência junto à 10ª Vara Federal de Brasília.

O caso é complexo e incrimina de maneira contundente o petista. As provas são robustas e a defesa de Lula vem atuando deliberadamente no sentido de procrastinar o andamento da ação penal.

Por diversas vezes e inúmeras razões o petista já conseguiu adiar o seu interrogatório, que tem nova data marcada para o dia 20 de fevereiro.

Diante disso, há sim o fundado receio de fuga. Lula já tem uma condenação em 2ª instância e a viagem anunciada é para um país que não tem tratado de extradição com o Brasil.

Ademais, o tal evento que Lula irá participar, só foi agendado após o TRF-4 ter anunciado a sessão do último dia 24 de janeiro que julgou e por unanimidade acatou a sentença condenatória do juiz Sérgio Moro, inclusive aumentando a sua pena.

Antes, Lula tinha programado mais uma etapa de sua ‘Caravana Lula pelo Brasil’, que seria realizada na região Sul do país.

A mudança de agenda no momento em que tomou conhecimento de seu julgamento e do iminente risco de prisão, parece que evidencia a possibilidade da fuga, fato que não pode ser ignorado pela Justiça.

A decisão é acertadíssima, mormente em função de que as próprias lideranças petistas estão proclamando a desobediência ao Judiciário.

 

Via: JORNAL DA CIDADE ONLINE

     

Gostou? Compartilhe!

  • 7.3K
    Shares