Plano de prisão de Lula vaza e detalhes surpreenderão petistas

Ex-presidente seria alvo de regras rígidas, ficando isolado para que seja analisado seu comportamento.

Uma informação preciosa sobre o plano de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acabou vazando da Polícia Federal (PF) e chegou até a imprensa através da revista Veja.

 

Conforme as informações, a princípio, o petista seria preso na cidade de São Bernardo do Campo, mas pode haver uma negociação com seus advogados e ele ser preso em outro local.

O destino do ex-presidente pode ser o Paraná, terra do juiz federal Sérgio Moro. Um detalhe ainda está sendo decidido pela Justiça: não se sabe em qual local Lula começaria a cumprir pena. Cinco possibilidades foram listadas pela PF e uma delas é o quartel do Exército em Curitiba e uma outra seria a base aérea que fica a poucos quilômetros da Superintendência da Polícia Federal.

Esses locais trariam algumas vantagens, já que existiria uma segurança maior para o ex-presidente e as manifestações ficariam mais complicadas, já que o local é mais distante do alcance dos populares.

Mesmo assim, alguns investigadores acreditam que ficar nesses locais traria um discurso de que o Lula sofre perseguição política e está detido dentro de uma “masmorra militar”. Lula ficará 30 dias isolado para que seja analisado o seu comportamento. O plano está montado e estranha-se que a revista Veja já teve acesso a essa informação sigilosa.

Habeas corpus negado
O jornalista Merval Pereira cravou o futuro de Lula. Em sua coluna publicada nesta sexta-feira (02), Merval afirmou que o petista será preso e ficará inelegível.

No próximo dia 06 de março, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) receberá a resposta do Ministério Público Federal (MPF) sobre os embargos da declaração da defesa do líder do PT.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) também julgará o pedido de habeas corpus pedido pelos advogados de Lula.

A tensão e preocupação já tomou conta dos membros do PT e para eles, o que resta agora, é aguardar.

Segundo Merval, a tendência é que o STJ siga as regras do Supremo Tribunal Federal (STF) e negue o habeas corpus de Lula e confirme que o condenado já possa cumprir sua pena após sentença da segunda instância.

Ficha Limpa
Em decorrência da Lei da Ficha Limpa, Lula também ficaria inelegível para as próximas eleições. Os advogados do petistas insistem para que Lula não se enquadre nessa lei, o que é muito difícil.

O STJ provavelmente nem analisará esse pedido, pois depende dos embargos da declaração do TRF-4. A grande possibilidade é que Lula fique inelegível e preso antes do prazo para o registro das candidaturas.

 

Via: blastingnews

   

Gostou? Compartilhe!

  • 9.3K
    Shares
 

       

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.