Ligue-se a nós

Casos de Policia

Polícia Federal prende dois hackers suspeitos de participarem do maior vazamento de dados do Brasil

Publicado

no

Operação Deepwater da Polícia Federal (PF) prendeu na última sexta-feira, 19, em Uberlândia, Minas Gerais, o suspeito de ser um dos responsáveis pelo vazamento de mais de 223 milhões de dados pessoais de brasileiros.


Também foi preso um segundo hacker, em Petrolina, Pernambuco. Este, preso em flagrante por posse ilegal de arma. Além disso, foram encontrados em sua casa, quatro terabytes de dados, que foram enviados para perícia.

Você pode gostar de: Doria acuado: manifestantes protestam em frente à sua mansão, e governador pede ajuda pra PM


A operação feita pela PF investiga a obtenção, disseminação e comercialização informações divulgadas no maior vazamento de dados já visto no Brasil.


Em nota, a Polícia Federal disse:
“Após diversas diligências, a Polícia Federal identificou o suspeito pela prática dos delitos de obtenção, divulgação e comercialização dos dados, bem como um segundo hacker, que estaria vendendo os dados por meio suas redes sociais”

Você pode gostar de: Ressentido, Maia diz que Bolsonaro é ‘inconsequente’ e ‘lobo solitário’


O vazamento ocorreu em janeiro deste ano e, segundo investigações, mais de 223 milhões de informações de dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas foram disponibilizados em um fórum online, de forma ilegal. Essas informações ficaram disponíveis, algumas gratuitamente e outras podiam ser obtidas por quem quisesse, através de pagamento feito por criptomoedas.


No megavazamento, foram vazados e divulgados milhões de CPFs e CNPJs, além de informações pessoais como nomes, endereços, fotos, scores de crédito, renda, imposto de renda e informações de benefícios como Bolsa Família. Foram divulgados inclusive dados de pessoas falecidas e de diversas autoridades do país.

Você pode gostar de: Brasil recebe neste domingo 1° lote de vacinas covid-19 pela Covax Facility

Segundo a Polícia Federal, o vazamento foi revelado pelo laboratório especializado em segurança digital da startup PSafe, o Dfndr lab.

Você pode gostar de: Ministro da Economia, Paulo Guedes afirma que ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta recebeu verba mas não comprou vacinas

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.