Procuradora da Lava Jato ‘parte pra cima’ de Ciro Gomes após declarações

Os comentários do pré-candidato à presidência, Ciro Gomes, causaram desconforto no Ministério Público. Ciro ofendeu uma promotora que enfatizou investigação ao político sobre injúria racial. No entanto, o ofuscado pré-candidato chamou a mulher de “filho da puta”, demonstrando ódio com a situação. 

A procuradora da República, Jacine Ascari, e integrante da força-tarefa da Lava Jato, utilizou sua conta pessoal do Twitter para criticar Ciro. Ascari deixou claro que as declarações do político foram “desprezíveis” e que ele pode sofrer um processo por parte da promotora ofendida.

As declarações de Ciro devem ser levadas em conta nas eleições. A final, a promotora xingada é uma mulher e isso evidencia crime. Com tantas mulheres pedindo direitos iguais e a punição de opressores, o político pode se prejudicar, e muito, pelas declarações, só depende do posicionamento da promotora.

Ascari diz que Ciro mostrou “o pior dos lados” e dá dicas para que a promotora tome uma atitude. A procuradora citou que a vítima tem a opção de representar uma ação para o Ministério Público entrando com queixa-crime. Ou então, a ofensa pode ser ignorada por se tratar da natureza íntima da vítima.

Quando foi citar a promotora, Ciro Gomes acreditava se tratar de um homem, suas falas ocorreram na última terça-feira, 17 de julho. Na ocasião, Ciro disse que se for presidente, a promotora deveria “se preparar” porque a “mamata” vai acabar.

No final das críticas no Twitter, a procuradora da Lava Jato levou em conta e disse, de forma irônica, que iria aproveitar o “restinho da mamata” e ir trabalhar.

Bolsonaro na frente de Ciro Gomes

O deputado federal Jair Bolsonaro está se posicionando melhor nas pesquisas eleitorais que o pré-candidato Ciro Gomes. Bolsonaro, homem polêmico, mostrou ascensão e é um forte nome para ganhar as eleições presidenciais.

O deputado militar promete mudanças até mesmo no Supremo Tribunal Federal, aumentando o número de ministros.

 

Fonte:CRUSOÉ