PT tenta censurar a internet no segundo turno

Após a repercussão de vídeos, áudios e mensagens de eleitores do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) denunciando supostas irregularidades nas urnas, a campanha de seu rival no segundo turno, Fernando Haddad (PT), pediu ao Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ), a remoção desse conteúdo. 

Os advogados da chapa alegam que as denúncias questionando a segurança do sistema eletrônico de votação são notícias falsas. Ao todo, são 213 postagens: 86 no Twitter, 43 no Facebook e 84 no Youtube. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

O PT também pede direito de resposta e que as três empresas forneçam os dados dos autores do conteúdos. 

O relator é o ministro substituto Carlos Horbach, que ainda não tomou uma decisão.

 

Via: PAPOTV

Compartilhe em Suas Redes Sociais