‘Receoso’, Lula simulou ‘greve de fome’, mas foi descoberto agindo às escondidas

De acordo com relatos de petistas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a demonstrar que estaria fazendo uma ‘greve de fome’.
Com a iminência de que possa ocorrer a decretação de uma solicitação de prisão do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, novas revelações passaram a vir à tona, principalmente, através de correligionários do ex-mandatário do país e por parte de pessoas ligadas ao próprio Partido dos Trabalhadores (PT).

 

Vale lembrar que o ex-presidente Lula responde a crimes relacionados à Corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O mesmo havia sido sentenciado a mais de nove anos e meio de prisão em regime fechado, por meio de julgamento na primeira instância no âmbito das investigações da força-tarefa da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, considerada a maior operação anticorrupção já deflagrada em toda a história contemporânea do Brasil e vista como uma das maiores em todo o mundo, conduzida pelo juiz Sérgio Moro, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná.

 

Entretanto, a após tomada a decisão pelo magistrado paranaense em primeiro grau, em relação à propriedade de um imóvel luxuoso atribuído a Lula, na cidade de Guarujá, litoral sul do estado de São Paulo e obtido por meio de recursos ilegais provenientes dos cofres públicos da maior estatal brasileira; a Petrobrás, através de repasses feitos por empreiteiras envolvidas no mega esquema de corrupção do “Petrolão” e que acabaram beneficiando o petista, a situação se complicou ainda mais para o ex-presidente. Já sob tramitação em segunda instância, no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), Lula teve confirmada a sua condenação a mais de doze anos e um mês de prisão nesse processo respectivo, em prisão de caráter fechado. Os votos pela confirmação da condenação do petista foram unânimes, proferidos por três desembargadores federais do tribunal de segunda instância: João Pedro Gebran Neto (relator da Operação Lava Jato na Corte), Leandro Paulsen e Victor dos Santos Laus.

Tentativa de ‘ludibriar’ a opinião pública
Com o propósito cada vez mais evidente, na tentativa de “ludibriar” a opinião pública e a sociedade civil organizada, alguns petistas espalharam, de modo intenso e até nas redes sociais, de que o ex-presidente Lula poderia iniciar uma possível “greve de fome”, se vier a ser preso, devido à sua condenação já confirmada no Tribunal de segunda instância, relacionada às práticas criminosas de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

 

Entretanto, um dos líderes fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), durante o período da década de 1980, Zé Maria, hoje candidato permanente à Presidência da República pelo PSTU, afirmou que naquela ocasião, durante a circunstância histórica daquele momento, alguns sindicalistas que se encontravam presos decidiram realizar uma suposta “greve de fome”. O mais intrigante é que um dos detidos, o ex-presidente Lula, havia “furado” essa suposta greve, já que o mesmo “recebia barras de chocolate e comia às escondidas” , o que acabou se tornado uma grande “decepção”, conforme relatos do sindicalista Zé Maria ao blog do sociólogo Ricardo Almeida Santos.

 

Via: blastingnews

     

Gostou? Compartilhe!

  • 3.2K
    Shares