Seguindo os passos de Maduro, Haddad pede prisão de empresários contrários ao PT

Fernando Haddad, o poste de Lula, está revoltado porque supostamente empresários brasileiros contrários à implementação do comunismo no país estariam ajudando a campanha de Bolsonaro com disparos no whatsapp.

O que evidentemente não passa de boato. Bolsonaro é o político mais popular da história do Brasil, não precisa ‘pagar’ disparos em nenhuma rede social para alcançar o eleitorado. A vitória já é certa.

Desta boataria, o mais grave foi a atitude ditatorial e totalitária de Haddad. Bastou uma “matéria” espalhada de forma incompleta e cheia de achismo de uma jornalista declaradamente petista para que Haddad pedisse a PRISÃO dos empresários que apoiam Bolsonaro.

Lula, um criminoso condenado por caixa 2 e que destruiu o Brasil, Haddad quer ver livre, mas um empresário que se manifesta contra o PT, ele pede – sem provas – a prisão imediata.

Haddad segue os passos de Nicolás Maduro. É comunista, totalitário e desrespeita a democracia e a justiça.

Fonte: republicadecuritiba.net

Compartilhe em Suas Redes Sociais