Connect with us

política

Sérgio Camargo diz que não aceita “coleira” de Erika Kokay e a chama de racista após Post no Twitter

Sérgio Camargo

A noite de sexta rendeu muitas faíscas, e muitos brasileiros viram de perto as farpas trocadas no dia da consciência negra. Logo, Erika Kokay criou um manifesto contra Sérgio Camargo, tendo uma resposta à altura.

Em suma, o manifesto criado em frente ao Instituto Palmares, tinha como objetivo lutar pelos ideais de esquerda para os negros. Ao passo que, Sérgio Camargo é o presidente da instituição, e tem um ideal político de direita. Por conseguinte, não aceita que ninguém se promova usando esta causa.

Sempre batendo na tecla de que não apoia a vitimização e muito menos, brancos querendo legitimar lutas negras. Em suma, Sérgio Camargo não é o mais querido entre os esquerdistas.

Leia também: Manuela D’Ávila pede socorro ao STF para proibir publicações sobre comunismo

Após resposta avassaladora web aplaude Sérgio Camargo

Nessa dia da consciência negra Erika Kokay, em meio ao protesto publicou em sua rede social.” Vamos dizer ao capitão do mato que ele não vai destruir a vida e a história do povo Negro”.

No caso da publicação polêmica, Erika Kokay teria insinuado que o “capitão do mato” seria ninguém menos que Sérgio Camargo. Todavia, devemos lembrar que ela toma posse de uma luta negra, além de criar comentários racistas. Logo, Sérgio respondeu dizendo que a mesma não é dona da opinião dos negros. Sendo que, ele não deve nada a esquerda muito menos a ela, citando ainda que ” não aceita essa coleira”.

Sérgio Camargo, ainda comentou sobre a falta de argumentos de Erika. Ao passo que, precisou de ataques racistas, para legitimar uma luta que nem mesmo está no seu espaço de fala. Após esse chega pra lá, Erika ainda não se pronunciou sobre o assunto na web. Em resumo, internautas pediram processo pelo ato racista.

Confira: Pesquisa: Bolsonaro tem melhor aprovação de seu governo em 2 anos


Advertisement