Sérgio Moro, o 12º ministro do STF que pode virar o jogo

Sérgio Moro, o juiz que trocou a própria liberdade para ver o seu povo livre, se tornou tão popular, que é possível que possa agir como um 12º ministro do STF e assim, virar o jogo para que se possa combater a impunidade de políticos poderosos.

Na entrevista de ontem cedida ao programa Roda Viva, mesmo que o juiz não quisesse, foi como se Moro estivesse no plenário do STF defendendo as prisões após condenações em segunda instância.

O juiz da Lava Jato reafirmou que não agia ali como censor do STF, no entanto, diante do clamor popular, sua opinião na roda é de fundamental importância no debate que acontecerá no Supremo no dia 4 de abril.

Além do caso específico de Lula, o parecer de Moro é também fundamental para o entendimento das duas ações de repercussão geral que correm na Corte.

Moro aproveitou a oportunidade e apresentou excelentes argumentos para o tema.

O juiz explicou que a possibilidade de recursos infinitas antes da execução da pena, proporciona impunidade para políticos criminosos poderosos.
Além disso, Moro sugeriu este seja um tema de debate para a escolha do futuro presidente Brasil.
Ele argumentou que caso o STF reveja este entendimento, o futuro presidente possa estabelecer prisões após condenações em segunda instância por meio de uma Emenda Constitucional por exemplo.

Caso o futuro presidente sancionasse uma emenda desta, isso impediria o STF de mudar de entendimento quando substitui um ministro, por exemplo.

Peço licença aqui para relembrar que os ministros da Corte só encontraram uma brecha para rediscutir o tema, devido a morte do ministro Teori Zavascki. Se isso não tivesse acontecido, não haveria motivos para rediscutir este assunto que foi decidido recentemente, em 2016.

Concluo aqui que as opiniões de Moro, somadas as manifestações populares previstas até o julgamento do HC de Lula no STF, podem sim virar o jogo.

Se a população abraçar a causa e for as ruas em peso, não tenham dúvidas de que as opiniões do juiz Sérgio Moro terão papel fundamental na decisão sobre este assunto e, agindo assim, como um 12ª ministro do Supremo.

Fonte: Papotv

Gostou? Compartilhe!
  • 6K
  • 5
  •  
  •  
  •  
    6K
    Shares