Sérgio Moro protesta contra decisão do TRF

O juiz da Lava Jato de Curitiba, Sergio Moro, protestou contra o habeas corpus que encerrou a prisão preventiva do ex-gerente da Petrobras Luis Carlos Moreira da Silva, que será solto nesta segunda (30), após decisão do Tribunal Regional Federal, em Porto Alegre.

Moreira da Silva já foi condenado pelo magistrado, e respondia em liberdade até ser detido na 46ª fase da Lava Jato, na última semana.

Para Moro, manter Luis Carlos Moreira da Silva em liberdade “significa, na prática, premiar o comportamento de destruição de provas e colocar em risco a recuperação do produto do crime e aplicação da lei penal”.

O magistrado diz nos autos que o ex-gerente apagou seletivamente de sua caixa postal mensagens incriminatórias que teria trocado com outros executivos da Petrobras.

O juiz também diz que a prisão cautelar só não foi decretada antes porque o MPF a requereu somente nas alegações finais.

 

Com informações do Radar e PAPOTV