Sob anonimato e indignado, político do PT revela o motivo do apoio a Aécio

O PT partir entrincheirado para a operação de salvamento de Aécio alegando defesa da Constituição seria algo inimaginável. Dai a perplexidade quando o partido distribuiu nota oficial nesse sentido.

O que terá acontecido na reunião que optou por tal caminho?

Político do partido, indignado com a situação, fez chegar à imprensa o teor da reunião.

Foi Gleisi Hoffmann, a atual presidente da legenda, quem partiu com veemência em defesa da tese.

E a explicação é evidente. Gleisi está prestes a ser julgada pelo STF por crimes cometidos em parceria com o marido, corrupção e lavagem de dinheiro.

O caso de Aécio, caso seja referendado, abre um enorme precedente para o seu caso.

A petista na realidade atuou em causa própria. Gleisi teme ser presa.

Balela e pura enganação essa conversa de defesa da Constituição.

Até mesmo porque o PT nunca se preocupou com isto.

 

Informações do JORNAL DA CIDADE ONLINE