STF soltou suspeito de ordenar confronto no RJ 4 meses após prisão

Apontado como responsável por confrontos na Praça Seca foi libertado pelo STF após 4 meses preso
Sem lugar na milícia que ajudou a fundar, Helio Albino Filho, o Lica, se aliou a traficantes para tomar favelas. Guerra na região fez 4 vítimas de bala perdida desde sexta; 1 homem morreu.
O criminoso foi preso em 27 de junho de 2012 e, quase quatro meses depois, em 13 de outubro, ele voltou às ruas, beneficiado por uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Suspeito de chefiar milícia já foi preso e voltou às ruas 4 meses depois (Foto: Divulgação/Disque-Denúncia)

oradores da região da Praça Seca, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, têm convivido com tiroteios. Desde sexta-feira (2), os confrontos se intensificaram: foram ao menos quatro vítimas de balas perdidas, com uma morte confirmada. De acordo com policiais, o responsável por liderar o confronto entre as comunidades do Bateau Mouche e da Chacrinha é Hélio Albino Filho, 45 anos, conhecido como Lica.

Fonte G1