“Teve muito mais coisas boas que ruins”, opina Sérgio Reis sobre o Regime Militar


Conhecido por ser um dos maiores nomes da música sertaneja brasileira, o cantor Sérgio Reis foi o convidado deste domingo do programa “Sensacional”, da RedeTV!. Além de falar sobre a carreira e vida pessoal, o cantor também opinou sobre um assunto político polêmico.

 

Ao se referir ao período do Regime Militar Brasileiro (1964-1985), o cantor reconheceu partes ruins do governo, mas também destacou pontos positivos.

 

De acordo com Sérgio, o grande destaque positivo do regime foi na questão da segurança, e o negativo se concentrou na dura repressão aos opositores do regime.

 

“A parte boa foi que não tinha bandido nas ruas. Podia andar à vontade que se alguém roubasse, o policiamento era extensivo. Infelizmente, por outro lado, ultrapassaram os limites. Muita gente morreu, outras pessoas foram embora. Moralizaram o país, só que de uma maneira rígida”, contou.

 

Ao fazer uma comparação entre os aspectos negativos e positivos do regime, Sérgio é direto: “Se fizer um retrospecto com o que os militares fizeram para o Brasil, tem mais coisa boa do que ruim”.

 

Via jornaldopais.com.br