Trump anuncia rompimento com a OMS

Nesta sexta-feira, 29, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou o rompimento do país com a OMS (Organização Mundial da Saúde).  Em sua fala, o republicano também criticou a China pelo desempenho na pandemia e pelas leis de segurança de Hong Kong.

Trump afirmou: “Nós detalhamos as reformas que [a OMS] deve fazer e tratamos com eles diretamente, mas eles se recusaram a agir. Como eles falharam em fazer as necessárias e pedidas reformas, hoje vamos encerrar nosso relacionamento com a Organização Mundial de Saúde, e redirecionar esses fundos para outras necessidades globais urgentes de saúde pública”.

Os EUA são o maior mantenedor da organização — segundo o Banco Mundial, em 2019, o país destinou mais de US$ 400 milhões à entidade, cerca de 15% do orçamento da OMS naquele momento. No entanto, a China é quem vem tomando a frente nas decisões. Trump declarou que os EUA vão destinar os recursos destinados à entidade — segundo ele, US$ 450 milhões ao ano — para outras fundações de saúde ao redor do mundo. 

Créditos: Gazeta Brasil