O candidato derrotado nas urnas, Fernando Haddad, do PT, acaba de virar réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ao lado do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

A denúncia do Ministério Público partiu de delações feitas na Operação Lava Jato. 

Haddad é acusado de receber R$ 2,6 milhões em propina da UTC para o pagamento de dívidas de campanha com uma gráfica.

Em nota, a assessoria de Haddad informou nesta segunda-feira que “a denúncia é mais uma tentativa de reciclar a já conhecida e descredibilizada delação de Ricardo Pessoa”. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

“Com o mesmo depoimento, sobre os mesmos fatos, de um delator cuja narrativa já foi afastada pelo STF, o Ministério Público fez uma denúncia de caixa 2, uma denúncia de corrupção e uma de improbidade. Todas sem provas, finfadas apenas na desgastada palavra de Ricardo Pessoa, que teve seus interesses contrariados pelo então prefeito Fernando Haddad. Trata-se de abuso que será levado aos tribunais”, completa a nota.

Via: PAPOTV

Compartilhe em Suas Redes Sociais

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.