Connect with us

Política

Alexandre Ramagem Sob Investigação da PF

Alexandre Ramagem Sob Investigação da PF
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inquérito da PF envolve Alexandre Ramagem em Caso de Monitoramento

Na manhã desta quinta-feira (25), a Polícia Federal realizou buscas em endereços ligados a suspeitos envolvidos em um esquema na Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A investigação aponta para a prática ilegal de monitoramento de autoridades públicas e cidadãos comuns por meio do uso de ferramentas de geolocalização em dispositivos móveis, como celulares e tablets, sem autorização judicial e sem o conhecimento dos monitorados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com informações apuradas pela GloboNews, entre os alvos está o ex-diretor da Abin e atual deputado federal Alexandre Ramagem, que comandou a agência durante o governo de Jair Bolsonaro. As buscas foram realizadas em seu gabinete e no apartamento funcional da Câmara que ele ocupa atualmente. Os nomes dos demais envolvidos não foram divulgados.

A Polícia Federal conduz 21 mandados de busca e apreensão, distribuídos em diversas localidades, incluindo Brasília (DF), Juiz de Fora (MG), São João del Rei (MG) e Rio de Janeiro. A operação, intitulada “Vigilância Aproximada”, é um desdobramento da operação “Primeira Milha”, iniciada em outubro de 2023 para investigar o suposto uso criminoso da ferramenta “FirstMile”.

A tecnologia de espionagem, desenvolvida pela empresa israelense Cognyte (ex-Verint), teve seu mau uso revelado em março pelo jornal O Globo. A investigação da PF apontou que o software adquirido pelo governo utilizava dados de GPS para monitorar irregularmente a localização de celulares de servidores públicos, políticos, policiais, advogados, jornalistas e até mesmo juízes.

À época da denúncia, a Abin confirmou ao g1 o uso da tecnologia, revelando que a aquisição ocorreu no fim do governo Temer, poucos dias antes da posse de Jair Bolsonaro, e foi utilizada até parte do terceiro ano do seu mandato.

O desenrolar da investigação aponta para o envolvimento do ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem, em um caso de monitoramento ilegal que teve início com a operação “Primeira Milha”. As ações da Polícia Federal visam esclarecer o suposto uso criminoso da ferramenta “FirstMile” para monitorar autoridades e cidadãos sem autorização judicial.

A investigação da Polícia Federal concentra-se no mau uso da tecnologia de espionagem desenvolvida pela empresa israelense Cognyte, adquirida pelo governo para a Abin. O software utilizou dados de GPS para monitorar de forma irregular a localização de diversas figuras públicas, incluindo servidores, políticos e jornalistas.

A operação “Vigilância Aproximada” da Polícia Federal tem em vista aprofundar as investigações iniciadas com a “Primeira Milha”, ampliando o alcance das apurações sobre o monitoramento ilegal realizado pela Abin. Os 21 mandados de busca e apreensão abrangem diversas localidades, evidenciando a extensão do caso.

Você também pode gostar: Bolsonaro se Pronuncia Sobre Delação de Ronnie Lessa: Assista ao Vídeo

📢 Receba notícias pelo WhatsApp. Entre grátis no nosso canal. Clique e siga!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.