Connect with us

Política

BOMBA: Ex-secretário acusa governo Lula de pressionar pela compra de arroz e se diz “bode expiatório”

Ex-secretário acusa governo Lula de pressionar pela compra de arroz e se diz “bode expiatório”
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ex-secretário revela pressão em leilão de arroz e critica manipulação do governo

O ex-secretário de Políticas Agrícolas do Ministério da Agricultura, Neri Geller, alegou nesta quarta-feira (12) que foi pressionado pelo governo para organizar o leilão que adquiriu 263 mil toneladas de arroz importado. Este leilão foi anulado na terça-feira (11) devido a suspeitas de irregularidades. Geller expressou que está sendo usado como “bode expiatório” para encobrir o fracasso do leilão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Geller renunciou ao cargo após emergirem suspeitas de que ele poderia ter favorecido seu filho, Marcello Geller, que é sócio em uma das corretoras que participaram do leilão. Esse certame foi vencido por quatro empresas, custando ao governo R$ 1,3 bilhão, sendo que três dessas empresas não têm histórico no mercado de grãos.

O ex-secretário, responsável pela organização do leilão, apontou que tanto a Casa Civil quanto o Ministério da Agricultura exerceram pressão significativa para a compra do grande volume de arroz, ignorando críticas provenientes do setor agropecuário. “Foi mal conduzido, em um momento de egos aguçados,” Geller declarou em entrevista à BandNews TV, acrescentando que “[A decisão] foi uma determinação da Casa Civil junto com o ministro [Carlos] Fávaro. Infelizmente, não tive participação ativa, pois o ministro centralizou as decisões em seu gabinete.”

Além disso, Geller reforçou que as condições técnicas para a realização do leilão não foram cumpridas, corroborando um comentário anterior do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também havia indicado falhas na reunião que decidiu pelo cancelamento do leilão. “Sem dúvida, as regras não foram seguidas, evidenciando falta de organização e orientação,” afirmou Geller, destacando que o processo foi precipitado e mal planejado.

Confirmou ainda que 78% da safra de arroz do Rio Grande do Sul já havia sido colhida e estava armazenada, enquanto que o restante não foi severamente afetado pelas enchentes. Ele observou que a região Centro-Oeste registrou um aumento de 30% na produção de arroz, além de mencionar a disponibilidade do grão proveniente de outros países do Mercosul. “O leilão deveria ter sido realizado de forma mais escalonada,” concluiu.

Ao enfrentar acusações de favorecimento familiar, Geller negou qualquer tipo de influência indevida para beneficiar seu filho e seu sócio, Robson Almeida de França, que foi seu assessor há quatro anos. “Então, aqueles leilões valiam e agora não vale mais?” questionou, referindo-se a outros leilões nos quais o empresário participou no ano passado.

Geller solicitou que a Polícia Federal investigue se houve qualquer direcionamento impróprio de sua parte, enfatizando que sua carreira política de mais de 30 anos não deveria ser ignorada ou desvalorizada devido a este incidente.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.