Connect with us

Política

Flávio Dino Visita Lira após Operação da PF Atingir Ex-Assessor

Avatar of Alteni

Published

on

Flávio Dino Visita Lira após Operação da PF Atingir Ex-Assessor
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Visita de Flávio Dino a Arthur Lira: O Que Sabemos

O Ministro da Justiça, Flávio Dino, visitou a residência oficial do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Essa visita ocorreu após a operação da Polícia Federal que atingiu Luciano Cavalcante, ex-assessor de Lira, atualmente atuando na liderança de seu partido, o PP.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lira, buscando entender os detalhes da diligência da PF e o motivo da busca e apreensão nos endereços de seus aliados, questionou Dino. A operação ocorreu em um momento delicado, quando Lira e o governo estão passando por uma crise de relacionamento.

Lira desconfia que o Palácio do Planalto está preparando uma manobra política contra ele, baseado em mensagens divulgadas pela assessoria da Polícia Federal sobre a operação sigilosa. Agora, ele está exigindo uma investigação sobre o que considera um “vazamento” ilegal de informações.

Durante o encontro, Dino explicou a Lira que o inquérito da PF, que foi aberto para investigar o desvio de recursos destinados à compra de kits escolares de robótica em Alagoas, começou antes mesmo do início do governo Lula. Essa investigação é a que atingiu o ex-assessor de Lira e outros aliados. Dino afirmou também que não tem controle sobre as datas de operação da PF.

Em um dos locais de busca e apreensão, em Maceió, a PF encontrou R$ 4,4 milhões em dinheiro vivo. Lira, por sua vez, reagiu dizendo: “Eu não tenho nada a ver com isso nem me sinto atingido. Cada um é responsável por seu CPF.”

A visita de Dino a Lira acontece em meio a um clima de tensão. Lira tem criticado repetidamente a “ausência de articulação política” por parte do Executivo e se sente “enrolado” por ministros do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não querem dividir com ele a execução do Orçamento.

Essa situação não é uma novidade, pois o presidente da Câmara tem tido vários desentendimentos com o governo. Em abril, por exemplo, Dino vetou a indicação de Lira para uma vaga de desembargador do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1). Lira queria indicar para o cargo o juiz João Carlos Mayer Soares, mas Dino alegou que ele era muito próximo do ex-ministro da Justiça Anderson Torres, suspeito de ter incentivado os ataques de 8 de janeiro.

Enquanto isso, um julgamento crucial está agendado para a próxima terça-feira, 6, no Supremo Tribunal Federal (STF). Lira está recorrendo contra uma denúncia da Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva. Ele é acusado de receber propina de R$ 106 mil do ex-presidente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Francisco Colombo. O dinheiro foi apreendido com um ex-assessor de Lira, que nega ter qualquer relação com esses valores.

Receba notícias exclusivas no nosso grupo do WhatsApp! Clique aqui para entrar.

Você também pode Gostar:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.